Junte-se a nós

Venha conviver em "Viver Livremente"

 
Powered by br.groups.yahoo.com


Este grupo se destina ao livre convívio, sem barreiras de qualquer espécie, tendo apenas como base o respeito mutuo.  Aos que aceitarem este "desafio" desejo que se divirtam.

TODOS SÃO BEM-VINDOS

Sábado, 18 de Junho de 2005

- Não tem como esconder


Não tem como esconder





Midas, o rei
da Frígia, era aquele sujeito atrapalhado que ousou
afirmar que a flauta tocada pelo sátiro Marsias era muito mais melodiosa que
a harpa tocada por Apolo, o deus da música. Furioso com a afronta, Apolo fez
as orelhas de Midas crescerem, longas e peludas, até se transformarem em
legítimas orelhas de burro; para ocultá-las, o rei enfiou na cabeça um
daqueles barretes vermelhos que os camponeses frígios costumavam usar. Ao
cabo de um ano, contudo, o seu cabelo tinha crescido
tanto
que ele teve, muito a contragosto, de convocar um barbeiro ao palácio.



Com um ar ameaçador, Midas conduziu-o a uma peça sem janelas e aferrolhou a
porta por dentro. Quando removeu o barrete e as longas orelhas ficaram à
mostra, o barbeiro, porém, começou a trabalhar com suas tesouras como se
nada estranhasse. Ao terminar, Midas avisou-o de que aquilo tudo era segredo
de Estado; se contasse a alguém, o carrasco real ia separar sua cabeça do
corpo - ao que o barbeiro, aparentando indiferença, retrucou: "Não sei do
que Vossa Majestade está falando; eu nada vi nesta sala que já não tivesse
visto antes". O rei ficou tão satisfeito com a resposta que pagou-lhe o
corte cem vezes mais do que valia, e o barbeiro saiu do palácio com as
pernas bambas, percebendo que tinha estado muito perto da própria morte.



Pouco a pouco, o segredo tornou-se tão insuportável que ele acabou ficando
ainda mais infeliz do que Midas. Precisava contar a alguém, dividir esse
peso, aliviar sua mente, mas temia ainda mais a espada do carrasco e
continuou a sofrer, até que teve uma súbita inspiração: afastou-se o mais
que pôde da cidade e lá longe, numa curva deserta do rio, cavou um buraco na
margem, ajoelhou-se na areia úmida e sussurrou, três vezes: "Midas tem
orelhas de burro!". Depois, aliviado, repôs a terra cuidadosamente, cobrindo
assim as perigosas palavras que tinha proferido, e afastou-se em silêncio.
Mas bem ali, naquele ponto, nasceu uma touceira de juncos, que, na primavera
seguinte, quando o vento agitava suas hastes flexíveis, repetiam o segredo
que tinha sido confiado à terra: "Midas tem orelhas de burro!" - e o vento
espalhou o segredo pelos campos, e os campos o repetiram para os cascos dos
cavalos que passavam por ali, na direção da cidade, e a cidade o repetiu nas
esquinas, nas feiras e no mercado, até que todos os habitantes do reino se
inteirassem da notícia. Midas foi um grande tolo, como tolo é o governante
que pensa que pode ocultar, com dinheiro e ameaças, as suas orelhas de
burro, pois, bem mais cedo do que ele pensa, o vento trará à cidade os
segredos e as verdades que ele tenta em vão esconder.

 

Viver Livremente editou às 13:24
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 25 de Junho de 2005 às 10:13
É triste neste mundo tentarmos esconder não só as orelhas de burro, mas sim coisas bem mais importantes tais como solidariedade, confiança, amizade.
Gostei muito do teu blogSandra Nunes
(http://contagemdecrescente.blogs.sapo.pt)
(mailto:sandrablog@sapo.pt)


Comentar post

Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
28
29
30
31


Pesquisar no blog

 

Nossos Grupos


Grupo Liberdade Cristã


Grupo Viver Livremente


Olivença é Portuguesa (MSN)

Nossos Sites


Miguel & Sylvia


Homepage de Miguel Roque


Alentejano de alma e coração


Liberdade Cristã

Nossos Blogues


Filhos & Netos


Sylvinha em Portugal


Sub-Blog do tapete


Sonho Alentejano


Viver Livremente


EU acredito em Portugal


Independência em perigo


Portugal Ressuscitado


Jornal de Olivença


Olivença é Portuguesa


A Bandeira Vermelha


Bandiera Rossa


Leitura semanal-Liberdade Cristã

Arquivos

Maio 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Janeiro 2007

Setembro 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Arquivos Recentes

Tempos modernos...

Os incorrigiveis...

Natal com humor

Coisas do século XXI

no alentejo...

Tentar surpreender é sair...

Surpresa (será?)

Novos tempos...

Cuidado com o que lê...

A melhor recompensa

Arquivos

Maio 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Janeiro 2007

Setembro 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

a carregar

Estou no...






Estou no Blog.com.pt

E você, blogaqui?
blogs SAPO

subscrever feeds

tags

todas as tags